Dedetização
Como os supermercados podem prejudicar a qualidade de seu alimento?
11 de setembro de 2017
0

Muitos fatores, como pesticidas, contaminações por pragas, práticas de fabricação e manuseio, condições de estoque e embalagem, além, claro, da higiene, podem colocar em risco a qualidade dos alimentos que consumimos. Se você pretende se manter atento a esses fatores e garantir alimentos de boa qualidade que não coloquem em risco a sua saúde, aqui vão alguns pontos que merecem atenção:

 

Manutenção local – A falta de manutenção facilitam o acesso de animais pequenos, como ratos, baratas e até pássaros, que se abrigam nos buracos, tetos e canos e representam uma grande ameaça à qualidade e higiene dos produtos. Também é preciso estar atento à manutenção das instalações. A limpeza do ambiente e a forma como o lixo é administrado são fundamentais para determinar se o local é confiável como um fornecedor dos alimentos que irão para sua mesa.

 

Higiene dos carrinhos de compras e cestas – Os dois são um caso bastante delicado. Além de carregarem o histórico de higiene de todas as pessoas que os manusearam anteriormente, os carrinhos ainda têm o agravante de serem deixados do lado de fora do mercado, onde pássaros e outros animais também podem deixar seu rastro, enquanto as cestas são muitas vezes colocadas no chão. Um estudo feito pela Universidade do Arizona comprovou que os carrinhos de compras possuem níveis mais elevados de bactérias do que superfícies de banheiros e outros locais públicos! Já que é nos carrinhos e cestas que colocamos os produtos que estamos adquirindo, é muito importante prestar atenção à higiene desses objetos e ser o mais cuidadoso possível ao utilizá-los.

 

Pragas – Esse talvez seja o item mais óbvio dessa lista. Ratos, moscas e baratas são os principais exemplos de pragas que podem infestar mercados com manutenção inadequada, já que eles são bastante atraídos pelos diversos pontos de abrigo que esses locais podem oferecer, além, é claro, do fácil acesso à comida. Como são pequenos, podem se infiltrar facilmente, de modo que apenas a boa higiene e organização do prédio podem garantir que esses animais se mantenham longe dali. Qualquer sinal de que ratos, moscas ou baratas estejam se abrigando nos arredores do comércio alimentício precisa ser levado a sério, afinal, eles são transmissores de sérias doenças, como a leptospirose, a toxoplasmose e a salmonela, que devem se manter afastadas dos alimentos que consumimos.

 

Higiene dos funcionários – Uma das causas mais comuns de contaminação alimentícia ocorre por práticas de higiene pessoal inadequadas por parte dos trabalhadores. Fumar, cuspir, tocar cabelos e outras partes do corpo, comer e trabalhar enquanto estiver doente ou com ferimentos abertos são exemplos de postura inadequada em um local de trabalho que envolva produção e distribuição de produtos alimentícios. Quanto mais os trabalhadores tiverem boas condições de higiene, mais confiável será o local onde você estará adquirindo seus alimentos.

 

Produtos alimentícios – Os produtos percorrem um longo caminho até a mesa do consumidor. É importante não apenas estar atento à procedência desses alimentos, como também tomar um cuidado especial com o tratamento desses produtos quando eles já estiverem em suas mãos. Alimentos que são consumidos crus, como verduras e legumes, devem ser higienizados com cuido especial para evitar que qualquer problema que possa ter se safado de todos os cuidados anteriores não acabe levando a melhor sobre sua saúde.

Se você precisa fazer uma dedetização de qualidade em Belo Horizonte e preciso ter certeza que ela é licenciada pela vigilância sanitária. Contrate somente Dedetizadoras licenciadas que oferecem garantia de serviço prestado.